sofa youtube twitter facebook
Home
arquivo
setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
site
contato
R. Visconde de Pirajá, 437 3 andar - Ipanema
Tel.: 21.2522-4818
R. Visconde de Pirajá, 177 - Ipanema
Tel.: 21.2522-8827

26 jan

Menino perdendo a Virgindade

categoria(s): Contos Eróticos por: A2ella

(Autora: Morena Secret – Clube dos Contos)

Mais um dia de trabalho estressante e ainda tenho que encarar faculdade a noite. Sigo um pouco desmotivada… confesso que  preferia um encontro do que assistir aula. Não tenho namorado. Por opção mesmo. Estou focada nos meus estudos. Solteira sim, sozinha nunca!

Dia cansativo, sigo até a rodoviária pra pegar o ônibus da faculdade. Estou sempre em meio a um grupo de amigos loucos. Aquela galera do fundão que adora rir e brincar enquanto não chegamos ao destino. Entre eles existe um amigo que fiz ali, no ônibus. Uma gracinha de menino, mas ele só tem 18 aninhos.

Vive me fazendo elogios, falando dos meus olhos, da minha boca, do quanto sou cheirosa e do quanto ele me deseja. Sempre digo: – Você é um bebê ainda. Nem saiu das fraldas. O máximo que posso fazer por você é conversar. Ele sorriu e disse: – Porque você ainda não provou de meus beijos! Isso foi tentador. Nunca tive curiosidade em ficar com alguém tão novinho e inexperiente. Sempre gostei de homens mais velhos. Adoro aprender. Mas esse menino despertava em mim essa vontade. Conversávamos sempre bem baixinho pra que os outros não escutassem e ele me cantava o tempo todo, até que em um momento pediu para deitar-se em meu colo.

Ele deitou-se ao contrário do banco, de modo a ficar de frente pra mim e dizia:

- Sempre te olhei. Desde o primeiro dia que subiu nesse ônibus. Não sei o quem tem em você. Acho que é seu cheiro, seu olhar… Acredita que sonho com você?

Eu sorri e pisquei os olhos pra ele dizendo:
- Sonhou comigo é? E o que fazíamos nesse sonho?

- Só consigo sonhar que te beijo. E quando acordo, estou todo melado.

- Só com beijos te deixou assim?

- Sim. Tento sonhar algo mais, não consigo. Mas fico imaginando.

Isso me tentava a experimentar o novinho… ele é uma graça. Moreninho de boca carnuda, malhadinho, cheiroso, uma delicia.Então eu disse:

- Vou realizar seu sonho hoje!

E tasquei-lhe um beijo de língua… daqueles demorados. Nossas línguas se entrelaçavam numa sintonia perfeita, ele mordiscava meus lábios e logo me afastei, afinal tinha mais pessoas ali.

Ele me olhou nos olhos como criança que acaba de ganhar presente e disse:

- Seu beijo, seu beijo (um pouco gago, de emoção, rsrs)…  é igualzinho ao do sonho!

Eu sorri novamente e disse:
- Pode ganhar mais… só depende de vc!

Ele sorriu candidamente e disse:
- Posso ficar com vc hoje? Fora do ônibus, num outro lugar? Posso?

Lembrei que um amigo iria a faculdade de carro. E logo comecei a pensar coisas rsrsrs.

- Podemos sim, mas eu preciso concretizar uma coisa que pensei. Pedi para que ele fosse assistir a aula e logo o ligaria se tudo desse certo. Ele ficou maluquinho… Chegando na facul, abordei o amigo.

- Lindo, preciso do seu carro.

Ele prontamente me deu as chaves e disse:

- Por favor, não suje os bancos tá!

Somos amigos e confidentes. Não fazemos muitas perguntas um ao outro. Liguei pro neném.

- Oi neném! Pode me encontrar no estacionamento da facul. Estou ao lado de um Golf branco te esperando. Logo ele chegou. Entramos no carro e ele sorriu, um pouco nervoso.

- Nem acredito que estou aqui!

- Mas não vamos ficar aqui. Vou te levar num lugar especial!

Segui em direção ao motel e a carinha dele era muito engraçada. Ele não acreditava que eu estava fazendo isso com ele. Eu sentia uma emoção que não sei explicar. Minha primeira vez com um novinho. Entramos e na garagem eu comecei a beijá-lo e passando-lhe a mão sentia seu pênis durinho me querendo. Fomos pro quarto e começamos um roça-roça muito gostoso. Como namoradinhos e tirei-lhe a blusa.Ele literalmente não sabia muito o que fazer, mas eu estava disposta a ajudá-lo e então eu dizia:

- Primeira vez que pego um novinho…
- Primeira vez que fico com alguém mais velha…
- Vou te ensinar aos pouquinhos tá?
- Quero aprender tudinho…

E ranquei-lhe as calças o deixando só de cuequinha (linda a cueca box que ele usava). Deitei-o na cama e sobre ele só de calcinha e sutiã me pus. O beijava profundamente enquanto seu pênis tocava minha calcinha. Desci seu abdômen percorrendo seu corpo com a língua até tirar aquela cuequinha linda. Mesmo novinho ele tinha um pênis lindo, depiladinho e grossinho… Comecei a chupar suas bolas e ele já gemia. Sentia seu pênis babado. Chupava, lambia e ele urrava de prazer. Fui subindo devagarzinho e esfregava meus lábios carnudos naquele pênis maravilhoso até chegar na cabecinha, onde eu passava a língua bem devagarzinho…

Minha língua percorreu o seu abdômen até chegar a sua boca, e outro beijo longo eu lhe dei e ele:

- Preciso te confessar algo.
- Diz delicia, pode dizer.
- Sou virgem! Nunca transei com mulher nenhuma. Só rala e boquete nas menininhas, só isso.

Isso me impulsionou a fazer daquele momento o mais especial da vida dele. E pra mim também né?! Nunca tinha pego um novinho e estava ali tirando a virgindade do menininho ! Então eu disse:

- Esse momento você nunca mais vai esquecer! Vai lembrar de mim pra sempre! Tornei a chupá-lo, rodeando minha língua na cabecinha do pênis chupando-o vagarosamente enquanto ele gemia de prazer. Enfiava aquela delicia todinho na minha boca, enquanto eu já estava encharcada do meu mel.

- Eu vou gozar! Ele disse.

Parei, olhei nos olhos dele e disse:
- Você não pode gozar primeiro que eu!

Deitei-me e ele arrancou o sutiã e chupava meus mamilos devorando-os como sorvete. Passava a língua com movimentos rápidos em meus mamilos o que me excitava muito e pedi que me chupasse. Arrancou minha calcinha e disse:

- Eu nunca chupei uma boceta.
- Chupe-a como se tivesse saboreando um fruta madura. Sinta o néctar que sai de dentro de mim, toque meu grelo como tocou meus mamilos e me fazer gozar na sua boca neném!

E assim ele o fez. Me chupava como se tivesse sugando o néctar de uma fruta madura, tocava meu grelo com movimentos rápidos e suaves. Tentava enfiar sua língua na minha vagina enquanto eu me contorcia de tanto sentir prazer.

- Chupa neném… chupa vai.. me faz gozar gostoso nessa boca. Passa a lingüinha no meu grelinho vai… ai que delícia… Meu gozo estava quase chegando… Me faz gozar gostoso nessa boquinha linda…. ham, ham, ham…

Ele me fazia gemer como uma cachorra…e o gozo quase chegando…
- Vou gozar neném…vou gozaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarrrrrrr.

E quando disse que gozaria, ele me tocava suavemente fazendo com que meu gozo fosse mais longo. Gozei muito gostoso e disse:

- Vem cá meu bebê!

Ele me deu um beijo profundo onde senti o sabor do meu mel em nossas bocas. Virei de quatro pra ele, e ele:

- Que bunda maravilhosa você tem! Eu sonhava que minha primeira gozada fosse assim!

- Agora é realidade! Mete gostoso na tia mete!

Ele me introduziu e com movimentos suas disse:
- Vou tentar me segurar. Quero aproveitar ao máximo vc desse jeito só pra mim!

Ele metia devagarzinho, depois com mais força. Eu rebolava suavemente no pênis dele e sentindo que meu gozo chegaria novamente. Ele gemia gostoso dizendo:

- Quero te lambuzar todinha…
- Lambuza vai! Quero ver se é capaz!

Logo ele me estocava com mais força e eu já gemia sentindo um gozo gostoso chegando novamente, quando ele me disse:
- Vou gozar! Vou gozar!
- Goza gostoso meu neném, goza gostoso vai!

Ele gozou gostoso enquanto eu rebolava naquele pênis, sentindo aquele leite quente me invadindo. E quando ele tirou ainda jorrava leite que caiu no meu cuzinho. Isso me excitou muito… Ele caiu desfalecido na cama e eu disse:
- Quero mais! Não gozei de novo!

Ele sorriu pra mim e disse:
- Tô morto!

Mas ainda tinha aquele leitinho que caiu no meu cuzinho e eu pedi que ele tocasse meu cuzinho enquanto eu tocava uma siririca. E ele vagarosamente tocava meu cuzinho e o gozo vinha chegando gostoso novamente.

- Mete o dedinho vai neném… Faz a titia gozar!

E ele rodeava meu cuzinho com o dedinho até que me fez gozar gostoso.

Permanecemos deitados por alguns minutos, em silêncio, e fomos pro banho.

- Pra uma primeira vez você se sair bem menininho!
- Meu pai sempre me ensinou muitas coisas, mas ainda não tinha encontrado alguém. Não queria que minha primeira vez fosse frustrante ou que eu gozasse logo. Meu pai me ensinou que tenho que dar prazer a uma mulher, pra depois eu sentir.

Confesso que fiquei surpresa com as palavras dele. Isso não é normal num menino de 18 anos. Mas ainda não acabou. Enquanto tomávamos banho, resolvi ensaboá-lo e logo senti algo duro me tocando. Trocamos beijos ardentes, caricias em baixo do chuveiro e logo estávamos transando de novo. Ele me colocou de frente pra parede, eu empinei minha bunda e ele me estocou gostoso.

- Mete com força neném, me faz gozar gostoso!

E ele estocava tudo em mim com força.
- Me penetra como uma cachorra neném!
- Toma cachorra! Toma!

E eu gemia gostoso com cada estocada que o neném me dava… Até que gozamos gostoso, continuamos nosso banho, nos vestimos e voltamos pra facul. Estacionei o carro, dei um estalinho no neném e disse:

- Nos vemos no ônibus.

Encontrei meu amigo e entreguei-lhe a chave, sorrindo claro! Ele sorriu pra mim e disse:
- Você não presta!
- Só fui alí fazer um neném feliz!!!

Fiquei aguardando a turma sair, entrei no ônibus e o neném já estava lá, sentadinho e cansado. Me sentei numa poltrona diferente e ele disse:
- Guardei um lugar do meu lado pra ti. Você não vem?

Sorri, me sentei ao lado dele e ele disse:
- Fui lanchar, vi algo e lembrei-me de você. Comprei e trouxe porque sei que você adora!

Era uma barra de chocolate branco. Adoro chocolate branco! Devorei o chocolate e voltamos pra casa um do ladinho do outro. Os dois em silêncio, trocando olhares e já chegando próximo a minha casa ele me disse:

- Obrigado por ter feito a minha primeira transa tão especial!
- De nada lindo. Outras muito melhores acontecerão, e não precisa ser comigo.

Ele sorriu e disse:
- Quero aprender mais com você! E acredito que vou sonhar mais coisas hoje.

Levantei pois já estava próximo de minha casa dei-lhe um beijo na testa e disse:

- Depois você me conta e quem sabe a gente realiza…

Desci do ônibus e ele correu pra janela me dando tchauzinho…

Muito fofo ele! Rsrsr E o menino sonhou… Mas este conto eu descrevo num outro conto… rsrsrs…

Fonte: Fantasy Island – fantisland@gmail.com

comente 3 comentários
Compartilhe: |

3 respostas para “Menino perdendo a Virgindade”

  1. Saltanat disse:

    Melhor decidir qual deles vai ser. Se alegum me perguntar o que GG significa, pode ter certeza que gnod gostoso nao vai ser minha resposta.. hahaha..Boa Sorte !!

  2. There is definately a lot to know about this topic. I love all of the points you made.

  3. Hey there! I just would like to give you a huge thumbs up for the excellent info you have here on this post. I am returning to your website for more soon.

Deixe uma resposta


seis + 3 =

Separador
Design no Rio de Janeiro